INSCRIÇÃO SISU 2020 – Como se inscrever, Data, Requisitos, Vagas

Já foi liberado o cronograma do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) o principal processo seletivo de ingresso em universidades públicas federais do Brasil. O período de inscrição vai do dia 22/01 ao dia 27/01 de 2020.

Para você quer quer se candidatar à vagas em universidades veja aqui o passo a passo completo de como se inscrever e como funciona o Sisu.

Requisitos do Sisu 2020

Antes de fazer a sua inscrição veja se o seu perfil está de acordo com as diretrizes obrigatórias do programa. Se não cumprir com qualquer um dos itens abaixo não conseguirá realizar a sua matrícula.

  • Ter realizado o Enem do ano anterior (Exame Nacional do Ensino Médio). No caso, ter feito o Enem 2019;
  • Informar os dados pessoais básicos (RG, CPF, Nome completo, Nome dos Pais, Endereço, Telefone de Contato, E-mail de contato e número de inscrição no Enem)
  • Não ter tirado nota zero na redação do Enem 2019;
  • Ter atingido nota superior a 450 pontos na prova (resultado geral);
  • Não se encaixar na categoria de treineiro do Enem, conforme está disposto no artigo 2.5 do Edital do Enem. 

Inscrição Sisu 2020 Passo a Passo

Passo 1: Acesse o site oficial do Sisu Aluno 2020 em  http://sisu.mec.gov.br/.


Passo 2: Selecione a opção “Fazer inscrição” que estará liberada durante o período de inscrição logo no início da página inicial. Será aberta uma nova janela.
Inscrição Sisu 2020 - Passo 2


Passo 3: Complete seus dados pessoais e de contato como número de inscrição do Enem 2019 (pode consultar no site do Inep), nome completo, nome dos pais, data de nascimento, RG, CPF e modalidade que deseja concorrer – se ampla concorrência ou via cotas. Ao completar o processo clique em “Confirmar minha inscrição”


Passo 4: Onde diz “Primeira Opção de Curso” selecione o curso que tem mais desejo de participar e instituição de ensino. Faça o mesmo na “segunda opção de Curso”, a qual você irá concorrer em caso de não ser aprovado na primeira opção.

Durante o período de inscrição o site do Sisu é atualizado todos os dias às 23:59 com as novas datas de corte para todas as vagas baseando-se na atualização de dados do sistema. Assim, o usuário tem até o último dia da inscrição para fazer filtragens e decidir qual é o curso que deseja disputar de acordo, também, com a concorrência.

Inscrição Sisu 2020 - Passo 3

Passo 5: Clique em “Confirmar a Inscrição” e aguarde a próxima etapa do cronograma para visualizar os resultados e saber se você foi aprovado para a primeira ou opção de curso no Sisu 2020.

Inscrição Sisu 2020 - Passo 4

Cronograma Sisu 2020

Cronograma Sisu O Ministério da Educação (MEC) já divulgou o cronograma do Sisu 2020. Abaixo, segue o calendário com as datas importantes que devem guiar o usuário desde o momento em que abrem as inscrições.

Lembrando que o processo seletivo é aberto duas vezes no ano, no início e final de cada semestre.

Primeiro Semestre

  • Período de Inscrições: 22/01/2020 a 27/01/2020
  • Resultado da primeira chama regular: 28/01/2020 (veja aqui como visualizar)
  • Data limite para participar da lista de espera: 29/01/2020 a 05/02/2020 (veja aqui como participar)
  • Matrícula dos alunos selecionados na primeira chamada: 30/01/2020 a 04/02/2020 
  • Convocação de candidatos em lista de espera: 07/02/2020

Segundo Semestre

  • Período de Inscrições: 04/06/2020 a 07/06/2020
  • Resultado da segunda chama regular: 10/06/2020 (veja aqui como visualizar)
  • Data limite para participar da lista de espera: 11/06/2020 a 17/06/2020 (veja aqui como participar)
  • Matrícula dos alunos selecionados na primeira chamada: 12/06/2020 a 17/06/2020
  • Convocação de candidatos em lista de espera: 19/06/2020

Como funciona o Sisu?

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é um programa oficial do Governo Federal administrado pelo MEC que conecta os candidatos com as vagas nas universidades públicas do Brasil.

As vagas são destinadas àqueles que participaram da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio e é hoje uma das principais formas de ingresso na rede de universidades federais e estaduais. Inclusive, essa é uma das poucas formas de conseguir entrar numa universidade usando a nota do Enem.

Desde a criação do programa que democratiza a seleção de alunos algumas universidades já nem mais dispõem de processos seletivos próprios (vestibulares) como é o caso da UFPB (Universidade Federal da Paraíba) e da UFPA (Universidade Federal do Pará).

Inscrição SISU 2020

Como são distribuídas as vagas?

O Sisu é um programa educacional que adota políticas de ações afirmativas, isto é, as instituições oferecem vagas para cotistas e para ampla concorrência. Há ainda universidades que podem adotar vagas reservadas ou bônus para determinados tipos de cursos.

Como é usado a nota do Enem?

Dependendo da instituição a nota do Enem pode ser usada com pesos diferentes. Ou seja, um curso de física pode dar mais peso para a prova de Ciências da Natureza. Já um curso de comunicação irá avaliar mais acertos na prova de Linguagens e Códigos e Ciências Humanas.

Como funciona Sisu 2020

Como saber qual é a nota de Corte?

A nota de corte é a menor nota para estar entre os selecionados no curso escolhido pelo candidato. Essa nota varia de acordo com a concorrência do curso e disponibilidade de vagas.

Nota de Corte Sisu 2020

Durante o período de inscrição, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte, que é a menor nota para que o candidato fique entre selecionados, para cada curso baseada no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência.

O Sisu MEC dispõe gratuitamente uma página para que o candidate veja qual a nota necessário. Veja abaixo como usar o simulador SISU:

Inscrição SISU 2020
  • Acesse o site www.portalbi.mec.gov.br/
  • Escolha a opção Ampla Concorrência ou Lei de Cotas;
  • Logo após o turno e região;
  • Para visualizar a nota de corte, basta escolher a instituição de ensino.

A nota de corte é apenas uma referência que permite que o candidato monitore sua inscrição. Ela não é garantia de seleção para a vaga ofertada e é modificada de acordo com a nota dos inscritos. A nota de corte é informada pelo sistema durante o período de inscrição.

Já divulgamos por aqui a média da nota de Corte Sisu 2020 dos principais cursos! Dá uma conferida para já se adiantar sobre quais são suas chances…

Primeira e Segunda Chamada Regular

O Sisu realiza dois processos seletivos por ano, um no início do primeiro semestre e outro no início do segundo semestre. O mesmo candidato pode tentar concorrer nas duas modalidades, caso não seja aprovado na primeira chamada.

Lista de espera 2020

Quem não conseguiu ser selecionado também pode manifestar o interesse de participar da lista de espera. Assim, se um candidato desistir da vaga ou novas vagas forem abertas haverá uma nova chance de ingressar no curso.

Para participar da lista de espera o candidato deve realizar os passos que seguem:

Inscrição SISU 2020

Passo 01: Acessar o sistema durante o período estabelecido no cronograma http://sisualuno.mec.gov.br/.


Passo 02: Em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.


Passo 03: É bom se certificar de que sua manifestação foi realizada com sucesso. Ao finalizar a manifestação o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

Na lista de espera Sisu 2020, a convocação dos candidatos para a matrícula cabe às próprias instituições de ensino. Sendo assim, é necessário que os candidatos acompanhem, todos os dias, as convocações da lista de espera junto à instituição de preferência.

Como conferir o resultado?

O resultado do Sisu pode ser consultado no boletim do candidato, na página oficial do Sisu, nas instituições participantes espalhadas pelo país e na Central de Atendimento do MEC, no telefone 0800-616161.

A seguir, iremos mostrar como você pode realizar a consulta e conferir o Sisu resultado 2020 através da internet.

Inscrição SISU 2020

Passo 1: Acesse o site oficial do Sisu em http://sisualuno.mec.gov.br;


Passo 2: No local adequado, digite o número de inscrição do Enem e a senha mais atual cadastrada;


Passo 3: Para finalizar, clique em Entrar no Sisu e siga para seção Resultado.


O candidato selecionado pelo Sisu deve verificar, junto à instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e procedimentos para a matrícula. O prazo para a realização da matrícula está definido no cronograma disponível na página do Sisu.

O processo de transferência de curso é regulamentado pelas instituições. Logo, o candidato deve buscar informações junto a própria instituição de ensino sobre regras e procedimentos.

Vagas remanescentes Sisu 2020

As vagas remanescentes são as cadeiras de universidades que ficam ociosas mesmo após o término dos processos seletivos. O Censo da Educação Superior de 2019 apontou que em 2019, por exemplo, o país tinha uma média de 170 mil vagas ociosas em universidades  e que 70% dela (120 mil) nunca serão ocupadas. Em sua maior parte, a causa dessas vagas são as transferências realizadas por alunos já matriculados ou que trocam de curso logo depois da matrícula.

O ingresso às vagas remanescentes é justamente uma forma do sistema de preencher esses espaços vazios das universidades públicas brasileiras.

No caso do Sisu 2020 essa etapa ocorre depois da última data do cronograma. Em 2019, foi lançado o Sisu Transferência para facilitar ainda mais a gestão desse processo.

Pelo sistema o MEC deve divulgar as vagas disponíveis de acordo com o valor repassado pelas universidades. Feito isso, será aberto um processo seletivo rápido no portal do Sisu e, em uma semana, deve-se ter os nomes dos próximos alunos selecionados.

Modalidades de cursos

No momento da inscrição é importante estar atento ao tipo e modalidade de curso.

  • Bacharelado: curso superior, de formação científica ou humanística, que confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade profissional, acadêmica ou cultural, com o grau de bacharel.
  • Licenciatura: curso superior que confere ao diplomado competências para atuar como professor na educação básica, com o grau de licenciado.
  • Tecnológico: curso superior de formação especializada em áreas científicas e tecnológicas, que confere ao diplomado competências para atuar em áreas profissionais específicas, caracterizadas por eixos tecnológicos, com o grau de tecnólogo.

Os candidatos classificados dentro do número de vagas serão selecionados. Mas é bom estar ciente que será realizada apenas uma chamada para matrícula, portanto é necessário ficar atento aos prazos.

Instituições disponíveis

Na listagem devem aparecer mais de 130 instituições públicas registradas no Governo Federal. Entre elas se encontram:

Norte

  • Universidade Federal do Acre (UFAC)
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Universidade Federal do Amapá (UNIFAP)
  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA)
  • Universidade Federal de Rondônia (UNIR)
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR)
  • Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Universidade do Estado do Pará (UEPA)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (IFAP)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO)

Nordeste

  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB)
  • Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB)
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Universidade Federal do Cariri (UFCA)
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA)
  • Universidade Federal do Sergipe (UFS)
  • Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL)
  • Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sergipe (IFS)

Centro-Oeste

  • Universidade de Brasília (UNB)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS)
  • Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)
  • Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano (IF Goiano)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS)

Sudeste

  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL)
  • Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ)
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  • Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
  • Universidade Federal do ABC (UFABC)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR)
  • Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)
  • Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES)
  • Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IF Sul de Minas)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM)
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ)

Sul

  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
  • Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
  • Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná  (UNIOESTE)
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSUL)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IF Farroupilha)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense (IFC)

Esperamos que as informações acima tenha sido muito úteis. E agora que você sabe tudo a respeito do programa e sobre a inscrição Sisu 2020, não deixe passar a oportunidade de garantir sua vaga em uma universidade pública através desse programa.

Lembre-se que essa não é a única forma de ingressar numa universidade no Brasil. Para os candidatos também vale a pena estudar o ingresso no Prouni, Pronatec Fies e Educa Mais Brasil – todos programas que financiam vagas no Ensino Superior.

Deixe um comentário